5 Maneiras de reduzir a gordura do abdômen


Conheça alguns dos principais procedimentos e maneiras para alcançar a “barriga chapada”.

Reduzir a gordura do abdômen é praticamente um sonho universal. Seja no consultório de um cirurgião plástico ou de um nutricionista, certamente não faltam pessoas que buscam alternativas para alcançar este sonho tão comum.

Apesar de existirem algumas técnicas e procedimentos clínicos estéticos que garantem o resultado, saiba que dificilmente ele será mantido se não houver disciplina e uma série de cuidados com sua dieta e níveis de atividade física.

Diferente do que o senso comum costuma acreditar, uma lipoaspiração não é eterna, assim como a lipoescultura ou qualquer outra cirurgia plástica. Sem mudanças no estilo de vida fica praticamente impossível manter todo o resultado da cirurgia por longos anos.

Abaixo, nós falaremos como você pode conciliar estas duas “modalidades” para não só conquistar seu sonho de ter uma “barriga chapada”, como também conseguir manter este verdadeiro “santo graal” da beleza.

Pronta para saber mais a respeito? Não deixe de ler este blog post até o final!

Barriga Chapada

1. Lipoaspiração

A lipoaspiração é talvez o procedimento estético mais famoso do mundo. Quem conhece, provavelmente já pensou em fazer a cirurgia que reduz alguns quilos e dá forma ao corpo.

Apesar de ser extremamente popular, deve ser do conhecimento do paciente que nem sempre é possível atingir o abdômen chapado em uma única cirurgia. Primeiro porque existe um limite de volume de tecido adiposo (gordura) que pode ser removido sem causar riscos à saúde, e em segundo lugar porque não são todas as pessoas que estão próximas deste resultado.

Para quem não sabe, a lipoaspiração abdominal — que também pode ser feita em outros lugares do corpo, não necessariamente na região do abdômen — consiste na aplicação de uma solução que favorece a sucção da gordura e evita sangramentos e posteriormente na penetração de cânulas sob a pele que fazem a aspiração do tecido rico em adipócitos (células de gordura).

Normalmente o procedimento é realizado com anestesia geral e existe uma série de requisitos médicos que devem ser cumpridos antes da cirurgia.

As indicações sempre ficam para as mulheres (ou homens) que estão em forma física próxima da ideal para que os resultados sejam dentro do esperado. Pessoas com muito peso a perder normalmente não são indicadas. Muito em função dos resultados, riscos e até mesmo manutenção da aparência e perda de peso conquistada posteriormente.

Também deve ser ressaltado que a lipo é um procedimento capaz de remover gordura localizada somente, fazendo com que pessoas que estão com muito sobrepeso fiquem esteticamente desfavorecidas após a cirurgia.

2. Lipoescultura

A lipoescultura é um procedimento clínico semelhante a aspiração, entretanto, aqui os objetivos são ligeiramente diferentes, mas também podem se enquadrar para as pessoas que buscam a barriguinha lisa.

Nesta técnica, o cirurgião plástico faz a lipoaspiração de parte do tecido adiposo. Em seguida, ele aplica esta gordura removida em outra região do corpo, dando mais volume e acentuação nas curvas ou outras áreas de interesse da paciente.

Essa redistribuição causa um efeito estético impressionante, dando rapidamente a impressão de emagrecimento e de aumento da silhueta. Principalmente a face e os glúteos são as áreas mais favorecidas pela cirurgia.

Obviamente os resultados e a realização da cirurgia dependem dos interesses e objetivos do paciente. O caso deve ser estudado pelo cirurgião plástico que indicará quais são as melhores opções e técnicas que garantirão o melhor efeito visual.

Assim como a lipoaspiração que é capaz de remover gordura localizada, a lipoescultura também apresenta um limite de volume de tecido aspirado, assim como todos os requisitos que mencionamos acima.

Normalmente, é preciso estar no peso ideal para alcançar os melhores resultados. Lembre-se que as cirurgias plásticas não podem — e não são — consideradas tratamentos para emagrecimento.

3. Dieta

Você sabia que em algum momento este assunto ia chegar, não é verdade? Apesar de tudo, as dietas ainda são a melhor maneira de perder peso — inclusive, são a principal alternativa de quem está muito no sobrepeso ou na obesidade.

Contudo, antes de iniciar uma drástica mudança nos seus hábitos alimentares, o recomendado é que você procure um médico para fazer um checkup de rotina e em seguida um nutricionista.

Dietas da moda ou restrições excessivas dificilmente causam o resultado esperado e quase sempre são os responsáveis pelo temido efeito sanfona que afeta a autoestima, beleza e até mesmo saúde das pessoas que optam por essas metodologias equivocadas.

Não se esqueça, que as dietas também podem ser seu primeiro passo para conseguir ficar no peso ideal para realizar a lipoaspiração ou a lipoescultura!

4. Atividade Física

A atividade física, assim como a dieta, é imprescindível para boa saúde e para sua beleza estética. Na maioria dos casos, a atividade física deve ser aplicada em conjunto de uma alimentação balanceada para que a gordura corporal seja efetivamente queimada.

Isso acontece porque os exercícios físicos aumentam a massa muscular, aceleram o metabolismo e garantem inúmeros outros benefícios que são essenciais para o processo de emagrecimento.

Entretanto, de maneira semelhante às dietas, é preciso ter um profissional de educação física capacitado para que seu treinamento seja eficiente, livre de riscos para sua saúde e lesões musculares.

O ingresso repentino em atividades de altíssima intensidade pode causar danos adversos e principalmente a desistência do praticante — fator que muitas vezes é o principal e o determinante daquelas pessoas que não conseguem perder peso.

Optar por uma atividade física que gere prazer também é fundamental para manter-se motivada e caminhando rumo aos seus objetivos.

5. Suplementos alimentares (Termogênicos)

A quinta e última maneira visa duas coisas — otimizar seus resultados com dieta e treinamento físico e principalmente desmistificar a utilização dos suplementos alimentares.

Diferente do que a maioria das pessoas imaginam, os termogênicos por si só não são capazes de gerar grandes mudanças na composição corporal de um indivíduo. Sem uma dieta adequada e individualizada e sem nenhum treinamento físico, dificilmente aparecerão alguns resultados satisfatórios.

A utilização dos suplementos alimentares voltados para o emagrecimento deve ser realizada sob supervisão do seu médico e nutricionista. Também devem ser de conhecimento do seu professor da academia.

Jamais tome uma alta quantidade desses estimulantes e entenda, acima de tudo que existem contraindicações — cardiopatas, pessoas que sofrem de ansiedade e de hipertensão não podem em hipótese alguma utilizar os termogênicos.

Para quem busca uma alternativa mais saudável, existem inúmeros alimentos termogênicos naturais que também garantirão um extra nos seus resultados dentro da academia — consulte seu nutricionista.

 

Com todas essas 5 maneiras, temos certeza que seu sonho de alcançar a barriga chapada está cada vez mais próximo. Gostou do nosso conteúdo? Comente abaixo e fale sobre sua jornada rumo ao corpo ideal!

Comentários